sábado, 28 de maio de 2011

Wilde: Craque tipo exportação do futebol de Salão.

by Roberto M.
Existem duas versões para o surgimento do futebol de salão. Uma delas diz que, por volta de 1940, os freqüentadores da ACM/SP (Associação Cristã de Moços de São Paulo), com dificuldades de encontrar campos de futebol para poderem jogar, começaram a disputar suas “peladas” em quadras fechadas de basquete. A outra versão, conta que o futebol de salão foi inventado em 1934 na ACM de Montevidéu, Uruguai pelo professor Juan Carlos Ceriani.

De qualquer maneira, apesar das divergências, conclui-se que: ou na década de 30 em Montevidéu, ou na década de 40 em São Paulo, o futsal nasceu mesmo na ACM.
 A partir daí, o futsal foi evoluindo tremendamente no Brasil e hoje já é uma das principais modalidades esportivas do país, sendo uma das mais eficientes em matéria de desempenho.

A Seleção Brasileira de Futsal adulta masculina, por exemplo, já conquistou 56 títulos internacionais; dos doze sul-americanos que disputou, ganhou todos; dos nove mundiais, ganhou seis, obteve dois vice-campeonatos, chegando em terceiro lugar em um deles (2004).
Toda essa eficiência fez com que o futsal brasileiro se projetasse internacionalmente.

Na esteira dessa projeção internacional da modalidade, surgem as oportunidades para que os profissionais “bons de bola” se transfiram para o “estrangeiro”.
Um desses craques do futsal, que já há alguns anos vem se destacando na Europa e dignificando o nome do esporte brasileiro é Wilde Gomes da Silva, o “Wilde da seleção brasileira de futsal”.

Wilde é pivô da seleção brasileira de futsal e desde 2010 empresta seu talento a um dos mais conceituados clubes de futebol do mundo: o Futebol Clube Barcelona, da Espanha. Nasceu aos 14 de Abril de 1981 em Orós, Ceará, mas ainda criança mudou-se para Salto, no interior do estado de São Paulo. Nessa cidade começou a treinar em um clube local, mas logo, com dez anos de idade, foi chamado para jogar por uma cidade vizinha: Indaiatuba.

Profissionalmente sua primeira equipe foi a General Motors de São Caetano, em 1999. Passou pelo Santos (2000-2001), Banespa (2001-2002) e Ullbra (2002-2003) antes de ir para a Espanha, para o MRA GUTARRA (2003-2005) e depois El Pozo de Murcia, onde permaneceu de 2005 até 2010, quando foi para o Barça.

Wilde tem se destacado muito nessa sua trajetória pelas quadras da Espanha, por duas vezes ganhou o título de Goleador LNFS (2008/2009 e 2009/2010) e uma vez o de Melhor Pivô LNFS (2008/2009). LNFS é a Liga Nacional de Futebol de Salão da Espanha.
Nas cinco temporadas que ficou no ElPozo Murcia fez 179 gols, ganhou quatro Campeonatos de liga espanhola, duas Copas da Espanha e duas Supercopas da Espanha.
O Barcelona representa a realização de um sonho e Wilde está muito feliz de estar onde está: “Estava esperando por esse momento há muito tempo; finalmente estou no lugar que eu queria para mim” 


Veja agora a íntegra da Entrevista Exclusiva que, gentilmente, Wilde concedeu ao blog “Tear de Retalhos”:

1. “Tear de Retalhos” – No Brasil quase todos os garotos são craques de futebol de rua ou de campinhos de várzea, mas poucos conseguem se profissionalizar, como você conseguiu? Quando isso aconteceu?
Wilde – Comecei assim: jogando na escola e na rua, logo fui jogar num clube pela cidade de Salto/SP e com muita paciência e determinação, fui conquistando meu espaço. Chamaram-me pra jogar pela cidade de Indaiatuba (Tejusa) e assim comecei a despontar no futsal, mas profissionalmente, tudo começou pela GM de São Caetano que aos 18 anos, me ofereceu o primeiro contrato profissional.

2. “Tear de Retalhos” – Com que idade você começou a jogar? Você enfrentou dificuldades para treinar durante sua infância?
Wilde – Bom, isso é algo que eu não consigo explicar muito bem porque desde criança eu sempre tive ao meu lado uma bola . Encontrei dificuldades como qualquer principiante, primeiro porque jogava em uma cidade próxima à minha e às vezes acontecia de não ter dinheiro para ir treinar. Mas houve o esforço e empenho da minha família, que mesmo sem condição permitiu que eu trilhasse esse caminho. Hoje sou muito grato a eles e procuro dividir cada titulo, cada alegria e tudo que o futsal me oferece com minha família.

3. “Tear de Retalhos” – Com que idade você foi convocado para jogar pela primeira vez na seleção brasileira? Conte como foi, o que você considera o momento mais marcante da Seleção brasileira?
Wilde – Com 24 anos, em 2005, fui convocado pela primeira vez para jogar com a camisa da seleção Brasileira, foi muito emocionante. O momento mais importante foi o mundial de 2008, primeiro pela ansiedade de saber se ia ser convocado e a partir da confirmação foi só alegria somada à responsabilidade de representar mais de 190 milhões de brasileiros dentro do meu próprio país. Felizmente terminamos vencendo a Espanha na final.


4. “Tear de Retalhos” – Você sempre pensou em ser profissional? Sempre acreditou que o futsal poderia trazer retorno financeiro?
Wilde – No começo jogava porque gostava e me identificava com esse esporte; com o tempo me deram a oportunidade de me profissionalizar e com isso fui tendo o retorno financeiro esperado. A partir daí deixei tudo para dedicar-me unicamente a esse esporte.

5. “Tear de Retalhos” – Você gostaria de voltar a jogar no Brasil? Onde? Tem planos?
Wilde – De momento não tenho essa intenção, pois tenho um contrato com meu clube atual (futebol clube Barcelona) e pretendo seguir jogando na Europa por mais alguns anos.

6. “Tear de Retalhos” – Você já jogou num time onde faltava entrosamento entre os atletas?
Wilde – Não, sempre tive a sorte de jogar com atletas que no vestuário se mostraram boas pessoas e assim o entrosamento flui naturalmente e isso se vê refletido nas quadras.

7. “Tear de Retalhos” – Quando foi para a Espanha você já falava espanhol? Aprendeu na “raça”? Foi difícil se habituar a viver num país tão diferente do Brasil? O que mais incomodou você nesse período?
Wilde – Tive que aprender o espanhol “na raça”. Com a paciência dos jogadores e treinadores pouco a pouco fui aprendendo o idioma. A Espanha é muito diferente do Brasil e no começo foi um pouco difícil acostumar com a comida, os horários, a cultura , tudo muito diferente, mas ao mesmo tempo muito interessante. Nesse período o que mais me incomodou foi a saudade da família, mas posso dizer que é suportável


8. “Tear de Retalhos” – Houve alguém que o ajudou a alcançar seus objetivos profissionais? Houve quem o desestimulasse? Há alguma mágoa profissional que ainda não foi resolvida? Gostaria de agradecer alguém especial?
Wilde – Em primeiro lugar minha família sempre me ajudou, claro que desde que comecei, cruzei com treinadores e companheiros que foram muito importantes em minha formação. Nunca ninguém me desestimulou e até agora não tenho nenhuma mágoa profissional e espero nunca ter. Gostaria de agradecer à minha família e antigos técnicos e companheiros que me acompanharam nessa trajetória e aos técnicos e amigos que me acompanham até hoje.

9. “Tear de Retalhos” – Você se arrepende de não ter feito alguma coisa? Como seria se tivesse o poder de voltar no tempo?
Wilde – Não me arrependo de nada, porém se pudesse voltar no tempo com certeza terminaria meus estudos conciliando com o futsal.

10. “Tear de Retalhos” – O que significa felicidade para você? Você tem sonhos não realizados?
Wilde – Felicidade para mim é ser a pessoa que sou hoje, com uma família maravilhosa e cheia de ilusão. No futsal meu sonho é conquistar o campeonato da Europa (UEFA futsal Cup) e ver o futsal um dia ser olímpico, e pessoal acredito que com paciência e perseverança vou realizando minhas metas.

11. “Tear de Retalhos” – Você é estrategista? Isto é, você planeja seu futuro? Ou as coisas vão acontecendo sem que você pense nelas com antecedência? Você pensa em suas jogadas antes do jogo ou as cria na hora?
Wilde – Não sou uma pessoa que planeja tudo, mas também não significa que não penso no futuro, acredito que tudo na vida acontece no tempo certo. Já no futsal as jogadas são de estratégias muito bem estudadas e praticadas, porém na hora do jogo crio a jogada que vejo que terá melhor finalização


12. “Tear de Retalhos” – Até quando pensa em jogar? Falta conquistar algum objetivo?
Wilde – Até que meu corpo me permita pois é o que gosto de fazer e seguirei com a mesma determinação e profissionalismo. Falta conquistar a copa de Europa.

13. “Tear de Retalhos” – Já pensou em atuar ou já atuou alguma vez como jogador de futebol de campo profissional? Se teve alguma experiência, em que clube isso ocorreu?
Wilde – Sim, com 15 anos pude atuar em um clube da cidade de Goiania e foi uma experiência boa, mas pude comparar e ver que o futsal me atraia mais como esporte e a partir daí me dediquei somente ao futsal.

14. “Tear de Retalhos” – Qual seu time de coração ?
Wilde – O meu time de coração é o São Paulo, mas na verdade torço por times que jogam um futebol bonito, limpo, sem violência e sem racismo com muito espetáculo.


15. “Tear de Retalhos” – Você tem ou teve algum ídolo no futebol de campo? E no futsal?
Wilde – Tenho um ídolo que foi e é o melhor jogador que vi jogar, é o Ronaldo Fenômeno e no futsal tenho como ídolo que é um excelente jogador e uma extraordinária pessoa fora das quadras e também é o capitão da seleção brasileira meu grande amigo Vinicius Teixeira.

16. “Tear de Retalhos” – Você é natural de Orós no Ceará. Sua cidade possui duas ilustres personalidades, ou seja, você e o cantor Raimundo Fagner. O que achou da iniciativa do Fagner de construir na cidade de Orós a “Fundação Raimundo Fagner de Futebol Society”? Só pra cutucar o Fagner, que é cantor e criou uma Fundação de Futebol Society, que tal você, que é jogador de futebol, criar uma “Fundação de Músicos ou Cantores em Orós”?
Wilde - Eu pessoalmente conheci o cantor Raimundo Fagner em Julho de 2010, passamos bons momentos juntos e nos conhecemos melhor, fui à sua fundação e me pareceu um projeto de iniciativa muito legal porque não se trata só de uma fundação de society e sim de muitos esportes com a intenção de ajudar crianças carentes da cidade. Eu não criaria uma fundação de músicos porque não entendo muito do assunto o Fagner sim pode permitir-se a este projeto, pois sempre se declarou um amante de esportes, principalmente futebol.

17. “Tear de Retalhos” – Wilde, há alguma pergunta que não foi feita, mas você gostaria que eu fizesse? Há algum assunto que você gostaria de discutir numa próxima entrevista?
Wilde – Estou muito agradecido por ter a oportunidade de através de seu blog poder me expressar e que as pessoas conheçam um pouquinho melhor minha pessoa e meu esporte. Muito obrigado por esta entrevista super agradável e sempre estarei à disposição para futuras entrevistas ou comentários .

18. “Tear de Retalhos” – Wilde, eu agradeço muito sua disposição em responder minhas perguntas. Quero que você se sinta completamente à vontade para dizer qualquer coisa que queira. Se quiser voltar a falar, você sempre será bem vindo. Pode acreditar que este será um canal sempre aberto para você.
Wilde – Muito obrigado.
 
Confira os Títulos que Wilde conquistou pelas equipes que jogou:

FC Barcelona
2011 Copa do Rei
2011 Copa da Espanha
2010 Copa Catalunha

ElPozo Murcia
2009/10: Liga espanhola

2010: Copa da Espanha
2010: Supercopa da Espanha
2008/09: Liga espanhola
2008: Prata: Copa de Futsal da UEFA
2008: Copa da Espanha
2007: Copa Ibérica
2007: Bronze: Copa de Futsal da UEFA
2006/07: Liga espanhola
2006: Supercopa da Espanha
2005/06: Liga espanhola
 
Ullbra
2002/03: Liga brasileira
2002: Copa Intercontinental
 
Banespa
2002: Campeonato metropolitano
2002: Campeonato estadual
2002: Copa Rio - São Paulo - Minas
 
General Motors
2000: Campeonato metropolitano
 
Seleção Brasileira
2009: Granprix
2008 Ouro: Mundial Brasil

Observação: Esta reportagem teve a assessoria técnica do jornalista Celso G. Moreira da Silva.

Artigos Recomendados:

Um comentário:

  1. Anônimo4/6/11 15:25

    Esse Cearense me mata de orgulho! Continua assim Wilde, vc vai longe.

    ResponderExcluir

Seus comentários podem ajudar a melhorar o blog e também podem ajudar outros leitores.
Comente e critique se preferir..
Entretanto, eles não entrarão imediatamente, eles serão moderados.
Isso para evitar que, eventualmente, apareçam comentários ofensivos no blog.
Contamos com a sua compreensão.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...