sexta-feira, 3 de junho de 2011

Cuidados Especiais para Cabelo com Química.

Como cuidar de cabelos com química? Os cuidados devem ser redobrados
by Roberto M.
Hoje em dia, no mundo inteiro, é normal, tanto homens quanto mulheres olharem para o espelho e terem vontade de mudar o visual dos cabelos. São usadas várias fórmulas para essa mudança: cortes, tinturas, alisamentos, permanentes.
Entretanto, essa transformação, que de início é tão maravilhosa, acaba provocando sérios danos aos fios de cabelo, tornando-os rebeldes, ressecados, quebradiços, sem brilho e sem vida.

Mas o que fazer então, para usufruir de todas as qualidades dos processos químicos e conservar a saúde e a beleza dos cabelos?
Qualquer processo químico altera a estrutura do fio de cabelo, deixando-o mais sensível. Por isso, depois de tingir, alisar ou fazer permanente, os cuidados devem ser intensificados.
A estrutura de um fio de cabelo é formada por três camadas: cutícula, córtex e medula.
 
De fora para dentro, o cabelo é formado por cutícula, córtex e medula

Os processos químicos atingem a cutícula e o córtex, tornando os cabelos fracos, desvitalizados, sem vida, sem brilho e com escamas abertas.
Normalmente, os métodos de alisamento e permanente são basicamente os mesmos, mas as tinturas podem ser realizadas por vários processos diferentes. 

Vamos então, conhecer um pouco dos pontos positivos e negativos de alguns desses processos, antes de escolher qual usar. 

- Xampus (shampoos) e Loções tonalizantes: são menos agressivos, mas não são totalmente inofensivos. Eles têm uma agressividade menor por não exigirem descoloração prévia, mas a coloração dura menos e obriga o uso mais freqüente. 

- Tintura Creme: é um processo muito agressivo, pois exige que os cabelos sejam descoloridos com produtos que têm amônia em sua fórmula. A amônia abala os fios de cabelo, fazendo-os perder o brilho, a elasticidade e a oleosidade naturais. Isso acaba por favorecer o aparecimento de pontas duplas e o ressecamento. Por outro lado, esse processo dura mais tempo e a freqüência do tingimento é menor. 

- Henna: É um produto natural, mas tem uma substância chamada tonina que provoca ressecamento nos fios.

Para evitar os estragos, que os produtos químicos podem causar aos fios do cabelo, é imprescindível um tratamento com cremes e xampus específicos para cabelos com química, à base de aminoácidos da seda, por exemplo.

Além disso, deve-se usar um recondicionador para cabelos enfraquecidos ou fragilizados, à base de plantas como jaborandi ou confrey e fazer hidratação uma ou duas vezes por semana com produtos à base de óleos naturais como a macadâmia. Essa hidratação vai devolver a oleosidade, a umectação e o brilho dos cabelos.
É bom usar reparadores de pontas, feitos com silicone, para impedir o aparecimento de pontas duplas.

Quem tem cabelos compridos, tem chance de ressecamento muito maior, pois a umectação dos fios é feita por gorduras naturais produzidas pelas glândulas sebáceas que se depositam no couro cabeludo e se espalham pelos fios. Assim, a gordura vai diminuindo ao longo do comprimento do fio. Quanto mais longo o fio, menor a quantidade de gordura que ele recebe em sua ponta.

É muito comum, pessoas com cabelo comprido, apresentarem couro cabeludo oleoso e pontas ressecadas, principalmente após os processos químicos (tinturas, alisamentos ou permanentes).
Fonte: Jornal Profissão Beleza – pág. 12 – Edição 7- Ano 2

Artigos Recomendados:

3 comentários:

  1. Oi Telminha, minha linda!
    Eu adoro as suas dicas! Sabe que uma das piores coisas que fiz na vida foi ter pintado (há muitos anos) os meus cabelos? Menina, nunca mais eles foram os mesmos...rsrs... Levei anos para que toda a química e seus malefícios saíssem por completo. O pior, no meu ponto de vista, é que na tentativa de resolver um problema, vamos criando outros...ou seja, químicas e mais químicas... É como tomar remédio para curar uma coisa e desencadear outros problemas...rsrs
    Grande beijo,
    Jackie

    ResponderExcluir
  2. Oi. Adorei a matéria, mas mesmo depois de lê-la fiquei com algumas duvidas.
    Meu cabelo era muito enrolado e por isso fiz definitiva ( em 2010) para alisar, infelizmente o processo estragou muito meu cabelo pois além da definitiva agredir muito o cabelo eu fazia muita chapinha,quando a raiz crescia, e o meu cabelo ressecou muito e ficou quebradiço. No final de 2011 resolvi mudar o procedimento e passei a fazer relaxamento ao invés de definitiva, pois agride menos o cabelo, porém meu cabelo não mudou muito e continua ressecado e quebrando, provavelmente por causa da chapinha, mas ela se tornou indispensável principalmente nas pontas, pois ficam com um aspecto seco e "reto". Tento evitar ao máximo a chapa mas é difícil.. Faço uma hidratação com um creme específico para o relaxamento mas não vejo progresso...
    O que devo fazer para melhorar meu cabelo e deixa-lo com uma aparência mais natural?

    Beijoss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Rafaela, a ideia principal é hidratar muito bem seus cabelos, pois eles estão maltratados depois de tantas intervenções com produtos químicos. Dê um tempo para eles se recuperarem, senão os coitadinhos não resistem. A chapinha maltrata muito também, experimente reduzir seu uso. Há muitos produtos destinados a hidratar os cabelos, abacate, azeite de oliva, creme hidratante capilar são alguns exemplos. Vitaminas A, B e E também são importantes. Capriche na alimentação com essas vitaminas. Até as unhas vão se beneficiar com elas. Boa sorte.

      Excluir

Seus comentários podem ajudar a melhorar o blog e também podem ajudar outros leitores.
Comente e critique se preferir..
Entretanto, eles não entrarão imediatamente, eles serão moderados.
Isso para evitar que, eventualmente, apareçam comentários ofensivos no blog.
Contamos com a sua compreensão.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...