segunda-feira, 4 de março de 2013

Hino da Independência do Brasil. Letra, Música e História.

Conheça a história, a letra e a música do Hino da Independência do Brasil. Esse símbolo patriótico, com letra de Evaristo da Veiga e música de D. Pedro I, depois de muitas idas e vindas, tornou-se oficialmente o hino da proclamação da independência durante a era Vargas (1931-1945).

Independência ou Morte. Tela do artista paraibano Pedro Américo, pintada em 1886, sob encomenda do então imperador do Brasil, D. Pedro II.
Tela de Pedro Américo - 1886
by Roberto M.
No dia 7 de setembro de 1822, D Pedro declarou o Brasil independente de Portugal. 
Esse fato aconteceu às margens do Riacho do Ipiranga, em São Paulo. 
A antiga colônia portuguesa passou, então, a se chamar Império do Brasil. 
D. Pedro tornou-se imperador, com o título de D. Pedro I, e foi coroado em dezembro do mesmo ano, com toda a pompa de um monarca europeu.

Antes mesmo do “Grito do Ipiranga”, por volta de agosto de 1822, um poeta fluminense chamado Evaristo da Veiga, favorável à independência que era, escreveu um poema ao qual intitulou “Hino Constitucional Brasiliense” e o publicou.

O poema teve grande aceitação da Corte e foi musicado por um famoso maestro da época chamado Marcos Antonio da Fonseca Portugal, que havia sido professor de música do jovem príncipe D. Pedro, que após a proclamação da independência passou a ser o Imperador D. Pedro I.

Entretanto, em 1824, o imperador, tendo se afeiçoado pelo poema de Evaristo da Veiga, resolveu ele mesmo compor uma música para os versos, que a partir daí passou a substituir, oficialmente, a música de Marcos Portugal.

Durante o primeiro reinado, esse hino era tocado como canção patriótica por excelência. Valia até como hino nacional, embora não oficialmente.

Após a abdicação de D. Pedro I, com a chegada do segundo reinado e, principalmente, com a proclamação da república, o Hino da Independência foi gradativamente sendo deixado de lado.

No centenário da independência, em 1922, ele voltou a ser executado, mas não com a melodia de D. Pedro I e sim com a de Marcos Portugal.

Foi somente durante a era Vargas (1931-1945), que a música composta por D. Pedro I foi reestabelecida como a melodia oficial do poema de Evaristo da Veiga, tornando-se oficialmente o “Hino da Independência do Brasil”.

Acompanhe a letra escutando o hino. 
Para escutá-lo, clique na seta do tocador logo abaixo da foto de D. Pedro I.

Clique na foto de D. Pedro I e ouça o Hino da Independência do Brasil
Hino da Independência do Brasil
Letra de: Evaristo da Veiga
Música de: D. Pedro I

Já podeis, da Pátria filhos,
Ver contente a mãe gentil;
Já raiou a liberdade
No horizonte do Brasil.

Brava gente brasileira!
Longe vá... Temor servil:
Ou ficar a pátria livre
Ou morrer pelo Brasil.

Os grilhões que nos forjava
Da perfídia astuto ardil...
Houve mão mais poderosa:
Zombou deles o Brasil.

Brava gente brasileira!
Longe vá... Temor servil:
Ou ficar a pátria livre
Ou morrer pelo Brasil.

Não temais ímpias falanges,
Que apresentam face hostil;
Vossos peitos, vossos braços
São muralhas do Brasil.

Brava gente brasileira!
Longe vá... Temor servil:
Ou ficar a pátria livre
Ou morrer pelo Brasil.

Parabéns, ó brasileiro,
Já, com garbo varonil,
Do universo entre as nações
Resplandece a do Brasil.

Brava gente brasileira!
Longe vá... Temor servil:
Ou ficar a pátria livre
Ou morrer pelo Brasil.

Artigos Recomendados:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seus comentários podem ajudar a melhorar o blog e também podem ajudar outros leitores.
Comente e critique se preferir..
Entretanto, eles não entrarão imediatamente, eles serão moderados.
Isso para evitar que, eventualmente, apareçam comentários ofensivos no blog.
Contamos com a sua compreensão.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...