sábado, 17 de outubro de 2015

Trabalhos manuais ou trabalhos industrializados? Por que comprar uma peça de tricô artesanal?

Muita gente confunde tricô artesanal com tricô feito em máquinas. Este texto mostra diferenças e semelhanças entre esses dois tipos de trabalho e dá argumentos para valorizar as peças feitas manualmente que são únicas e exclusivas.

Touca vermelha feita em tricô manual com modelo de cerejinha
by Telma M.
Muita gente confunde tricô feito à mão com tricô feito em máquinas.
Resolvi escrever este texto para mostrar diferenças e semelhanças entre esses dois trabalhos igualmente importantes.
Nossa maneira de pensar já está completamente envolvida com a produção em massa.

Por que comprar um gorro de tricô feito à mão se aquele gorrinho industrializado vindo da China pode custar a metade do preço ou até menos?
É meio complexa a comparação entre um trabalho feito à mão com um industrializado. O processo de confecção e a maneira de comercialização são totalmente diferentes.

Mas, além do produto final, devemos levar em consideração alguns pontos na hora de adquirir uma blusinha de tricô feita à mão; por exemplo, os valores sentimentais e imateriais que estão envolvidos em cada parte do seu processo de confecção.

Touca em tricô artesanal feita com três cores (verde, branco e vermelho) listras verdes e brancas com pompom e testeira vermelhos.

O FATOR HUMANO EXISTENTE NO ARTESANATO

A tricoteira escolheu passar seu tempo elaborando aquela peça com muito amor. Ela não foi obrigada a estar ali, foi uma escolha consciente de fazer a peça personalizada, embora de uma maneira mais demorada.
O casaquinho, ou seja lá a peça de tricô que esteja fazendo, será seu foco exclusivo e terá sua atenção total em cada minuto do seu tempo, mas nenhuma peça sairá exatamente igual.

O que importa é que existe um fator humano, quase que inexistente nas confecções massificadas pela indústria.
Nos trabalhos industrializados, na grande maioria das vezes, não temos controle sobre as condições em que eles foram feitos, como chegaram até o destino e quais matérias primas foram utilizadas.
Já no tricô feito à mão, nosso contato é quase direto com a tricoteira, podemos ligar, visitar e conhecê-la pessoalmente. A matéria prima será aquela que escolhermos.

Blusa infantil branca com detalhes em azul na gola e nos punhos, feita em tricô manual com lã acrílica

5 PONTOS DE COMPARAÇÃO ENTRE TRABALHOS MANUAIS E INDUSTRIALIZADOS

Se você acha que uma blusa de tricô feito à mão fica igualzinha àquela que foi feita por uma indústria, veja que isso nem sempre é verdade.

1 - Regularidade
Por mais experiente que seja uma tricoteira, ela não é uma máquina e isso significa que os pontos poderão ter alguma irregularidade, por menor que seja.
Um ponto pode sair maior e outro menor, mesmo que a diferença seja tão insignificante que olhos menos atentos possam não perceber, enquanto as máquinas são projetadas para produzirem todos os pontos exatamente iguais.
Fazer tricô à mão pode gerar pontos irregulares, alguns poderão ficar ligeiramente maiores ou menores que outros.

Isso não significa não saber fazer tricô. Faz parte da condição humana tricotar pontos sutilmente irregulares.
Boas tricoteiras têm pontos bastante uniformes, mas não com a uniformidade de uma máquina, é lógico.
Mas atenção, essa irregularidade é muito discreta, não vale se desculpar dos pontos esburacados dizendo que é normal...

2 - Fio
A espessura do fio é outra variável que pode colaborar para que uma blusa em tricô feito à mão fique diferente de outra feita em série numa máquina de tricotar.
Em geral os tricôs feitos à mão usam fios mais espessos, mas é claro que isso não é regra.

3 - Interrupções
As máquinas, após darem início ao trabalho, seguem sem interrupções, enquanto tricoteiras humanas sempre dão uma paradinha para outras atividades deixando o trabalho esperando. Não dá para terminar o trabalho em uma única tacada.
Esses intervalos podem “marcar” a carreira do tricô, deixando uma marca sutil nos pontos onde a agulha ficou parada.
Boas tricoteiras sabem como minimizar este efeito, basta terminar a carreira antes da parada. Assim a marca será uniforme, mas ainda assim levemente visível.

4 - Agulha
A agulha usada é tão importante quanto a espessura do fio, aliás, o rótulo dos fios sempre trazem informações de qual agulha utilizar.
Em geral essa informação fica localizada logo acima das Recomendações e do lado direito das orientações sobre a lavagem e conservação.

Quando se usa uma agulha mais fina do que o tamanho recomendado, o trabalho ficará mais duro e menos maleável do que seria ideal.
Se usar uma agulha mais grossa do que o recomendado pelo fabricante, o trabalho ficará flácido, molenga, com pontos esburacados.
As máquinas sempre trabalham no mesmo padrão.

5 – Acabamentos
Uma das maiores diferenças entre trabalhos feitos em máquinas de tricô e trabalhos manuais é o acabamento.
O tricô feito à mão sai todo arrematado, sem nenhum perigo de desmanchar. Já o tricô feito à máquina não tem um arremate muito perfeito não.
É só observar as blusas compradas prontas! Estão sempre soltando um fio próximo das costuras.
É comum a gente ficar chateada porque uma blusa escapou um ponto, não é?

EXCLUSIVIDADE E CUSTOMIZAÇÃO

Nenhum produto feito à mão será igual ao outro. Pode ser o mesmo modelo, a mesma cor e o mesmo estilo, mas vai existir alguma diferença, seja na irregularidade de algum ponto, no tipo da lã ou numa cor levemente fora do padrão.
Além disso, você sempre poderá colocar na peça traços de sua personalidade.
Mas, o que realmente vale é que bilhões de pessoas, no mundo inteiro, não terão um produto igual ao seu. E, conforme o tempo vai passando, esse número ficará ainda maior.

Blusinha de bebe, feita em tricô manual, com gola roliça cinza e corpo em lã mesclada em tons de azul e branco

VALORIZANDO O TRABALHO MANUAL

Claro que não estou querendo desvalorizar o trabalho industrial, longe disso, sem a indústria os problemas se multiplicariam.
Bom, não estou aqui para discutir as consequências da industrialização e Revolução Industrial. Estou sim querendo valorizar o trabalho manual da tricoteira e explicar algumas confusões existentes por aí.

Existe mais alguma diferença entre tricô manual, artesanal e tricô industrial?
Digam-me se esqueci alguma coisa?
Vamos colocar nossos pontos de vista nos comentários?

Artigos Recomendados:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seus comentários podem ajudar a melhorar o blog e também podem ajudar outros leitores.
Comente e critique se preferir..
Entretanto, eles não entrarão imediatamente, eles serão moderados.
Isso para evitar que, eventualmente, apareçam comentários ofensivos no blog.
Contamos com a sua compreensão.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...