terça-feira, 25 de outubro de 2011

Renda Nhanduti ou Renda Sol. Um modo de tecer.

A Renda Nhanduti, também conhecida como Renda sol ou Renda Tenerife provavelmente surgiu na Espanha em meados do século XVI
by Telma M.
O que é renda Nhanduti? Como se faz a renda nhanduti?
Nhanduti é uma espécie de tecelagem, uma maneira de tecer.
Nhanduti na linguagem indígena significa teia de aranha, é também conhecida como “Tenerife”, “Rosas de Tenerife”, “Rosertas de Vilaflor” ou ainda “Renda sol”, pois sua forma radial lembra o formato do astro rei.

Há uma lenda indígena que conta a triste história de uma jovem cujo noivo desapareceu no dia do casamento. Ela encontrou seu amado morto por uma onça. Após passar a noite ao lado do corpo do amado, descobre que ele está envolvido por um belo manto de teia de aranha.
A indiazinha tece a mortalha do noivo copiando o trabalho da aranha. Assim surgiu o nhanduti.

Essa renda é conhecida em todo o mundo, mas é possível que tenha nascido na Espanha por volta do século dezesseis e daí trazida para as Américas através das Ilhas Canárias, porto de trânsito para os navegadores espanhóis.
Ainda hoje, há artesãs que se dedicam às rendas de agulhas em Vilaflor de Chasna, localidade da paradisíaca Ilha de Tenerife, a maior das Ilhas Canárias, terra natal do padre José de Anchieta.

No Brasil, a renda surgiu logo após a guerra do Paraguai, quando soldados brasileiros voltaram ao nosso país acompanhados de mulheres paraguaias conhecedoras dessa técnica.
A saia da princesa Aurora (personagem da atriz Bianca Bin na novela Cordel Encantado da Rede Globo) na foto abaixo, é feita de renda nhanduti, sabia?
A saia da personagem da novela Cordel Encantado da Rede Globo é feita em renda Nhanduti

Tecer uma renda desse tipo, não é um “bicho de sete cabeças”.
Vou tentar mostrar aqui o conceito da renda nhanduti.
Vamos fazer um tear simples e caseiro para nhanduti e depois aprender os primeiros passos para tecer uma célula básica de renda.
Depois disso, a criatividade e a imaginação farão com que consigamos “inventar” outros tipos de tear e rendas mais sofisticadas.

Para que esta postagem não fique muito longa, vou dividi-la em mais três.
Na primeira vou mostrar como se faz um tear de nhanduti.
Na segunda mostrarei como se monta a base para tecer a renda; vamos montar o “urdume” da renda nhanduti.
A terceira postagem cuidará da trama, propriamente dita, da renda; o conceito geral de como fazer e como dar forma à “teia da aranha”.
Acompanhe, clique nos links acima.

Artigos Recomendados:

4 comentários:

  1. Adorei conhecer a história da rende que além de trazer a cultura é uma verdadeira obra de ARTE.
    Abraços

    ResponderExcluir
  2. Olá! Programei uma postagem em meu blog, para o dia 10/03, e usei seu texto como explicação para o nhanduti. Coloquei seu nome e referência, se quiser conferir o link é decoradois.blogspot.com.
    Obrigada!
    Tatiana

    ResponderExcluir
  3. djalma loubet6/3/13 21:10

    em bela vista no mato grosso do sul , na fronteira com o paraguay a secretaria de turismo e cultura está montando uma escola municipal de nhanduti usando como local uma antiga igreja na região onde se concentram imigrantes paraguaios. hoje a renda nhanduti que ja foi bem popular na região está restrito apenas a velhas senhoras a maioria paraguaia. a secretaria de turismo e cultura pretende fortalecer o conhecimento do nhanduti pq la é um valor cultural importante - informações no 67 9983 0809

    ResponderExcluir
  4. Olá Djalma, muito útil a sua informação. Essas iniciativas que visam preservar as culturas regionais são sempre bem-vindas. Obrigada por sua visita e pelas informações que enriquecem o blog.

    ResponderExcluir

Seus comentários podem ajudar a melhorar o blog e também podem ajudar outros leitores.
Comente e critique se preferir..
Entretanto, eles não entrarão imediatamente, eles serão moderados.
Isso para evitar que, eventualmente, apareçam comentários ofensivos no blog.
Contamos com a sua compreensão.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...