sábado, 3 de setembro de 2011

Fatias Húngaras, as espirais de coco da vovó.

Caracois Hungaros é um dos nomes desse delicioso pão recheado com coco
by Telma Manolio
Na Hungria existem uns pães encaracolados, tipo rocambole fatiada, recheados de açúcar e cacau ou também de açúcar e canela chamados “csiga kakaós" (caracol de cacau) ou "fahéjas csiga” (caracol de canela).
Na Hungria também existe um tal de Beigli, um pãozinho natalino, montado também como rocambole, recheado com frutas secas, nozes e sementes de papoula, mas que é fatiado somente depois de assado.

Talvez seja por isso, para ficar com um nome mais charmoso, que os nossos pãezinhos recheados de coco, passaram a levar o sobrenome “húngaro”.
Conheço vários nomes para esse tipo de pão: Cinnamon rolls, Chinequinhos, Forrozinhos, Caracóis de coco, mas hoje em dia eles são mais conhecidos como “fatias húngaras” ou “caracóis húngaros”.

Meu marido diz que há mais de 50 anos conhece esse pãozinho e que sempre o chamou de “espirais de coco”, nome dado pelo velho livro de receitas da vovó.
Fiz um passeio pela web em busca de informações sobre a verdadeira origem dessa receita, mas tudo que consegui encontrar foram mais dúvidas. Não há nada de concreto. Se algum dia eu descobrir, coloco aqui. Se alguém souber e quiser contar seria muito legal.

Mas no fundo, o que vale mesmo é que a receita é bem fácil de fazer, não requer grandes conhecimentos nas artes culinárias e o resultado é inesquecível, pois os pãezinhos são celestiais.

Ingredientes da Massa

- 4 ovos
- 2 colheres de margarina
- 1 colher de açúcar
- ½ quilo de farinha de trigo
- 2 colheres de sopa de fermento biológico seco
- 1 copo de água morna

Ingredientes do Recheio

- 2 pacotes de coco ralado (200 gramas)
- 2 copos americanos de açúcar
- Canela em pó
- 100 gramas de margarina em temperatura ambiente

Ingredientes da calda

- 200 ml de leite
- 4 colheres de açúcar
- Misture e reserve.

Modo de Preparar a massa

- Misture o fermento com o açúcar e 5 colheres de farinha de trigo.
- Junte água morna, misture bem, cubra e coloque para fermentar protegido do frio e do vento. Um bom lugar é o forno DESLIGADO. Deixe a massa crescer durante 15 a 20 minutos.
- Após esse período a massa deverá estar bem crescida. Algumas pessoas chamam essa mistura de esponja, pois parece mesmo muito com uma grande esponja.
- Agora é preciso juntar o restante dos ingredientes da massa: A margarina amolecida à temperatura ambiente, os ovos bem batidos e o restante da farinha de trigo.
- Misture tudo com muita vontade. Pode amassar com força. Aproveite para fazer exercícios físicos para fortalecer a musculatura dos braços. Eu costumo socar a massa descontando todas as minhas frustrações do dia. Massa assim socada é a tal da massa sovada. Pode parecer estranho, mas quanto mais você socar (sovar) a massa, mais leve ela ficará depois de assada.

Fica aqui a dica, massa de pão pode funcionar como uma espécie de terapia de reequilíbrio emocional onde você libera tensões, mágoas, raivas e toda espécie de sentimentos ruins. Não se iniba, desconte tudo na massa.

Modo de Montar

- Divida a massa do pão em 4 partes.
- Pegue uma delas e abra na espessura de ½ cm com um rolo
- Espalhe margarina amolecida em quantidade suficiente para besuntar bem.
- Jogue açúcar e coco ralado sobre a margarina.
- Salpique canela em pó.
- Enrole como rocambole, corte fatias de 2 cm, deite-as numa assadeira untada e enfarinhada.
- Repita a operação com cada uma das outras 3 partes de massa.
- Asse em forno médio, isto é, temperatura entre 150 a 180º C por 25 a 30 minutos ou até que fiquem corados.
- Depois de assado, ainda quente, molhe com a calda de leite e açúcar e deixe no forno desligado até esfriar.

Artigos Recomendados:

2 comentários:

  1. Obrigado por compartilhar esta receita, minha mãe fazia isso quando Eu era criança, mas devido ao trabalho que dá faz muito tempo que ela não fazia rs... resolvi fazer e ela me ajudou, foi muito bom relembrar aquele tempo bom com todos reunidos... deu muito trabalho mas ficou muito bom...
    Obs:
    1- Usei mais que cinco colheres de farinha na primeira parte da massa, pois estava muito aguada, acho que usei umas 12 colheres (coloquei até ficar consistente). Mas não passei de 500g de farinha;
    2- Tive que colocar leite no recheio pois estava muito seco, deve ter sido algo no coco ralado, não sei o que houve mas mesmo depois de pronto ainda ficou um pouco seco;
    3- Usei água ao invés de leite para a cobertura (ficou tipo aquela de pudim);

    Salvando-se as observações segui a receita como esta no site e ficou muito bom, OBRIGADO!!!

    ResponderExcluir
  2. Minha mãe fazia essa receita quando eu era criança, mas como da trabalho faz tempo que ela não fazia, estava com vontade e resolvi fazer após ver a receita aqui, fiz hoje e ficou muito bom...
    Obs:
    1- Usei mais que cinco colheres de farinha pois estava aguada, acho que usei umas 12 colheres (coloquei até ficar consistente). Mas não passei de 500g de farinha na receita;
    2- Tive que colocar leite no recheio pois estava muito seco, deve ter sido algo no coco ralado, não sei o que houve mas mesmo depois de pronto ainda ficou um pouco seco;
    3- Usei água ao invés de leite para a cobertura (ficou tipo aquela de pudim);
    4- Não usei canela porque não gosto;

    Salvando-se as observações segui a receita como esta no site e ficou muito bom, OBRIGADO MESMO!!!

    ResponderExcluir

Seus comentários podem ajudar a melhorar o blog e também podem ajudar outros leitores.
Comente e critique se preferir..
Entretanto, eles não entrarão imediatamente, eles serão moderados.
Isso para evitar que, eventualmente, apareçam comentários ofensivos no blog.
Contamos com a sua compreensão.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...